quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Meus Dois Amores


Não me arrependo do que fiz. Nem um pouco, só me sinto triste pelo rumo que as coisas tomaram.
É difícil lidar com essa situação e com o julgamento das pessoas a sua volta, para elas é fácil falar que você brincou com o sentimento de dois irmãos. Mais para mim é complicado.
Eu sei que amei os dois, cada um de uma maneira, minha intenção não foi brincar, de jeito nenhum, foi alguma parte louca do meu ser que disse que seria possível fazer os dois felizes.
Ainda me lembro como tudo começou a namorada de um era o sonho de outro.
Eu estava lá feliz, sendo apresentada para a família do meu amado, quando o irmão dele chega de viagem, tão simpático e alegre, não se importava com nada.
Os meses se passaram depois daquele dia e o nosso contato virtual não era mais suficiente, a vontade de rir das piadas dele crescia dentro de mim e junto estava crescendo a necessidade de vê-lo sorrir.
Um dia resolvo fazer uma surpresa para meu amado, chego à casa dos pais dele e só encontro o irmão com um sorriso brilhante e convidativo.
Ficamos de conversa, rimos até a barriga doer e então aconteceu o nosso primeiro beijo, sair correndo sem dizer adeus, milhões de coisas passando pela minha cabeça.
No dia seguinte recebo uma ligação do meu amor me convidando para ir a um almoço em família, não tive como recusar e fui mesmo com o medo que crescia dentro de mim.
Pensei em terminar meu namoro, em sumir e nunca mais aparecer na frente de nenhum dos dois, mais a segurança que meu querido me passava, definitivamente não conseguiria viver sem ela.
Eu tentei juro que fiz de tudo para fazer o que parecia certo para sociedade, mais para mim o correto era fazer os dois felizes.
Não poderia deixar o cara alegre que me fazia rir esconder seu sorriso por uma desilusão amorosa, nem a pessoa que me passava tanta segurança se sentindo frágil por minha causa.
O problema é que me esqueci de mim, ou então fingi que não sabia que um dia aquilo tudo teria que ter um fim, e o final chegou da pior maneira possível.
Aquele cara que me fazia rir encontrou uma garota que fazia ele se sentir seguro, que lhe dava certeza de que aquele relacionamento seria firme.
Ele não queria acabar com nosso envolvimento e disse: “Não conte a ninguém sobre nós dois, finja que não existiu e quando a saudade bater a gente se ver”.
Aquilo me magoou muito, como eu poderia simplesmente fingir que não existiu se o ambiente que eu vivia guardava várias lembranças?
Só me restou dizer:
Não vou fazer isso se a primeira coisa que você vai dizer depois é "não conte a ninguém".
Deixei o ódio tomar conta dos meus sentimentos, e contei a todos tudo o que tinha acontecido, sem esconder nada.
Foi assim que acabei com minha alegria e com a felicidade dos meus dois amores.

P.S Está não é uma história real. Não sei se saiu muito boa já que tem um tempo que não escrevo.
Mais estou com muita vontade de voltar a escrever e de participar do bloinquês.

6 comentários:

  1. Gostei da história e isso pode acontecer... Tomara voltes ao Bloinquês...beijos,tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  2. Amei a história bem criativa...Bem vinda de volta.Beijoss!!

    ResponderExcluir
  3. oooi (:
    awwnt ja te sigo viu?
    seu blog que e muito fofo
    #Bezos Rawr -----> Bikoti.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. olá, adorei seu blog, muito lindo e moderno, mas vim te fazer um convite, da uma passada no meu blog e se gostar pode segui-lo e comenta-lo que logo farei o mesmo beijos....

    ResponderExcluir
  5. Bom texto; mas aliás, é impossível amar duas pessoas.
    Alguma sempre acaba ficando com uma parte maior de nós, uma parte melhor; isso é irracional.
    Quando li esse texto, lembrei de uma frase que li em algum lugar há um tempo:
    "Se estiver em dúvida entre duas pessoas, fique com o segundo, pois se realmente amasse o primeiro, não havia segundo"
    Não sei se isso se aplica ao seu texto, mas lembrei disso.
    Continue escrevendo.

    ResponderExcluir
  6. Que legal!! bela escritora!!!gostei viu, continue escrevendo! vc vai longe!!
    Apesar que eu não acredito que alguém possa amar duas pessoas...MAs vc tem taleto!
    Seguindo este também!!
    bjos

    ResponderExcluir