segunda-feira, 5 de abril de 2010

O dia em que conheci a verdadeira felicidade


Eu não podia imaginar o quanto abrir as portas do meu coração para uma nova amizade poderia me trazer de volta a felicidade, conhecer aquela garota estranha como eu, não foi como conhecer qualquer pessoa, ela não trouxe consigo qualquer felicidade e sim a única e verdadeira felicidade.
Desde que eu perdi a confiança nas verdadeiras amigas, deixei de acreditar em felicidade, achei que era impossível ser feliz desde quando eu só atraia pessoas que se diziam minhas amigas e depois no melhor da vida, quando eu já há considerava como a irmã que eu nunca tive, ela simplesmente destruía a confiança que eu tinha, levando junto com ela o meu lado feliz, deixando-me em uma escuridão que fechava o meu coração, impossibilitando que outras amizades chegassem.
Recuperei-me de todas as outras amigas que nunca foram o que eu sempre achei que eram, mas a última trancou o meu coração com sete chaves, descobri que se em cinco anos não conseguia construir uma amizade verdadeira, como eu poderia então construir em um dia.
Mas naquele dia no parque, a minha rotina de ficar parada por horas naquele balanço me destruindo ainda mais enquanto me lembrava dos momentos que eu passei ali com ela (sim ela, é assim que me refiro, para não me magoar ainda mais).
Uma sombra que lembrava a mesma estatura do meu corpo apareceu de repente atrás de mim, eu sabia que não era eu, pois não tinha enlouquecido a ponto de achar que a frente do meu corpo refletia atrás de mim.
Tudo se tornou mais real quando vi a mão branca tocar no balanço delicadamente, enquanto começava a me balançar pouco a pouco, naquele momento as portas do meu coração começou a tentar se abrir desesperadamente, apesar de todas as trancas elas estavam sendo rompidas pouco a pouco.
Quando a felicidade havia tomado conta de mim por completo, olhei para trás e vi uma pessoa semelhante a mim, ela era completamente igual a mim, a minha cópia no espelho.
Logo atrás dela estava uma moça que aparentava ter seus 40 anos, tinha cabelos ruivos, pele clara e olhos cor de mel, exatamente como os meus e o da garota a minha frente só que um pouco mais velha, como se fossemos nós no futuro, aquela moça era a minha mãe, aquela que me criou desde pequena, mas a garota eu não tinha noção de quem era, e eu concluir que estava chegando a loucura, quando minha mãe interrompeu minhas nuvens de pensamentos e disse sem nem me dar tempo para respirar e colocar as idéias no lugar.
_ Ela é sua irmã querida, portanto ela é minha filha._ minha mãe soltou rápido demais me fazendo ficar muda por um longo momento.
_ Mas como assim ela é minha irmã, pensei que estivesse ficando louca e que essa era uma cópia de mim que eu pensava ser real, calma mãe, acho que você também é uma miragem e que estou mesmo louca._ eu respondi embolando as palavras de tão loucas e confusas que elas eram.
_ Não querida ela é sua irmã gêmea, eu estive todo esse tempo a procura dela, mas não te contei nada para que não alimentasse esperanças sem ter a certeza de que eu há encontraria._ minha mãe disse, fazendo um gesto para que nós chegássemos mais perto.
Eu e minha irmã corremos e nós abraçamos por um longo momento a felicidade entrando em mim e passando por ela, como se fossemos uma só, não duas idênticas.
Foi depois daquele dia que conheci a verdadeira felicidade, e a verdadeira amizade.
Nós duas juntas com o nosso estranho jeito de ser mostramos que irmãs não têm que brigar; que irmãs podem ser amigas e as melhores que existem; aquelas que não deixam a amizade terminar com o tempo.
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Sobre o texto: Feito para o blorkutando e o projeto mil palavras, fala sobre amizade, felicidade,irmãs. Imagem retirada desse site aqui. Comentem a vontade, espero que gostem e me desejem boa sorte.

4 comentários:

  1. Que lindo.
    Ficou ótimo, tenho certeza que você vai se dar bem no BK e no mil palavras.
    Boa sorte, até parece que precisa. (já ganhou!)
    Bjus :)

    ResponderExcluir
  2. Olá amiga

    Tem uma surpresinha para vc lá no blog...

    Beijo

    ResponderExcluir