sábado, 3 de abril de 2010

Gabriela não quer pedi perdão -parte 3


O que o amor da sua vida acharia de o irmão da sua namorada não ser irmão de verdade, e o pior de tudo descobrir que na verdade ele é seu irmão?
Será que namorar a irmã de criação do seu irmão seria conveniente, desde quando as suas famílias eram muito reservadas e rigorosas?
O medo de Gabriela crescia cada vez mais, só em pensar nas respostas para essas e outras infinitas perguntas que cercavam a sua cabeça.
A cada dia que passava Gabriela ficava mais triste, e a vontade de viver já não estava mais presente nela.
Ao perceber a tristeza da irmã, Roberto que descobriu que não era mais seu irmão e havia pedido segredo resolveu ir conversar com ela, já prevendo o rumo da conversa, decidiu que iria fazer o que fosse melhor para ela naquele momento.
Ele bateu na porta e esperou pela permissão da irmã, ela levou algum tempo até que deixou que ele entrasse.
_Preciso falar com você?_ele disse se sentando na cama.
_Pode falar, ainda somos irmãos não somos?_ ela disse.
_É claro que somos; nada vai mudar, para mim você sempre vai ser a minha irmãzinha querida._ ele disse acariciando o cabelo.
_Você está muito triste, sei que é porque não contou a seu namorado o que aconteceu de verdade._ ele continuou.
_É, os segredos revelados me abalou. _ ela respondeu chorando.
_ Nem sei se ele se considera meu namorado depois do que aconteceu._ ela disse chorando ainda mais.
_Vou te pedir uma coisa e quero que você faça._ Ele disse, enxugando as lágrimas da irmã.
_O que você quer que eu faça? _ ela perguntou, terminando de secar as lágrimas que restará no canto dos olhos.
_ Ligue para seu namorado e conte tudo a ele, não esconda nada._ ele disse sorrindo.
_ Mas é a sua vida, a sua história, como eu posso contar?_ Gabriela disse, se recusando a contar.
_ Eu só quero o que é melhor para você, conte tudo ou então eu contarei.
_Então eu contarei, mas espere um pouco até eu saber como contar._ Gabriela pediu ao irmão.
_ Ok, mais conte logo, não quero ver você sofrendo, minha irmã querida._ ele disse enquanto se levantava da cama e dava-lhe um beijo no rosto, antes de sair do quarto e fechar a porta.

 Sobre o texto                  

A continuação do texto 2 como prometido,
aguardem que em breve terá a parte 4.
Veja a parte 2 aqui, espero que estejam gostando.


4 comentários:

  1. lol caraa
    Que confusão tudo isso o.O
    Vou ler os outros capítulos para ficar em dia xD
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Vc com certeza sabe escrever,parabens.Não intendi muito bem a historia pq peguei o "bonde andando",mais vo le o começo pra ve se entendo +.Obrigada pela visita no meu blog.
    Feliz Pascoa!Bjos!

    ResponderExcluir
  3. Obrigado gente
    bjss e espero que tenham tido uma ótima páscoa.

    ResponderExcluir