terça-feira, 16 de março de 2010

Eu preciso muito da sua ajuda - falou ele (parte 2)



Quando a aula acabou, fiquei sentada na cadeira sem saber o que fazer, na verdade eu sabia o que tinha que fazer, eu tinha que sair pela porta e encontrar o meu melhor amigo a espera de uma resposta.

Foram dez minutos pensando, lembrei dos momentos bons que passamos juntos, as vezes que meu namorado não foi me ver no treino de futebol feminino e ele sempre estava lá para me apoiar.
Se colocasse na balança ele sim fazia tudo o que uma garota precisava, amava com todo o seu amor, mesmo sem que eu percebesse.
Eu não podia dizer a ele que ficaria ao seu lado, não tinha a certeza de que ser namorada do meu melhor amigo era a coisa certa a fazer, mas terminar com meu atual namorado era uma certeza, o que eu mais queria nos últimos dias era isso, mesmo que fosse para ficar sozinha.
Sair da sala decidida a terminar com o John, mas sem saber o que dizer ao Daniel, alguém me puxou pelo braço e o coração saltitou do meu peito, mas um alívio enorme surgiu quando eu vi que era apenas a Jéssica.
_Daniel pediu para que eu te entregasse isso_ Jéssica falou enquanto colocava um bilhete em minhas mãos.
"Eu sabia que você precisava de um tempo.
Mas saiba que estarei aqui, para se precisar de ajuda.
Antes de tudo, eu sou o seu eterno amigo.
Beijos, Daniel.”
Aquele bilhete me fez lembrar que o Daniel, que eu conhecia nunca me forçaria a nada e que sempre estaria ao meu lado.
Terminei com o John a noite, depois do jantar, ele aceitou bem, e no outro dia ele já estava com outra garota, talvez eu estivesse sendo tola em não perceber que ele tinha outra.
Uma semana depois que terminei com John, mandei um bilhete para Daniel, pedi para que ele me encontrasse do outro lado da escola, pois eu precisava muito da ajuda dele.
Fiquei sentada lá naquele banco, onde nós falamos pela primeira vez, por quase meia hora, pensei que ele não viria que ele não me amava mais, que eu fui uma idiota.
_Bruna, o que houve?_ ele falou.
Aquela voz foi tão boa de ouvir, sequei as lágrimas imediatamente, ele se sentou ao meu lado e me ajudou a terminar de secá-las.
_Eu estou apaixonada pelo meu melhor amigo e nunca percebi que estava perdendo tempo com o cara errado, que o grande amor da minha vida estava ao meu lado._ eu respondi a pergunta dele, meio que atrasada.
Antes que ele pudesse dizer algo, me atirei nos seus braços e comecei a beijá-lo, ele correspondeu aos meus beijos, foram longos beijos e abraços, as declarações mais lindas que eu já ouvi e já disse para alguém.
Vivemos felizes até hoje, eu não sei por quanto tempo esse amor vai durar, mas que seja eterno enquanto dure e que dure para sempre.

Sobre o texto            
Texto feito para a segunda edição do
projeto mil palavras, além de ser também
a continuação de um post, que você pode ler aqui.
Imagem retirada desse site aqui.Bjss Bia.

2 comentários:

  1. Que história linda, Beatriz!

    As vezes custamos para enchergar a verdadeira felicidade, mas, não tem problema. Porque quando ela vem, ela vem para ficar!

    É um prazer poder fazer parte desse grupo, em uma competição de tão elevado nível!

    Fique com Deus!

    ResponderExcluir
  2. Wilian obrigado pelo comentário.
    As vezes demoramos mesmo.

    ResponderExcluir