sábado, 27 de fevereiro de 2010

O assunto é sério,é plágio

"Oi queridos leitores,o post de hoje era pra ser
diferente,mas como estou vendo muito se falar
de plágio,e tem um blog muito querido,que vai
fechar porque estão fazendo cópias das obras
dela,eu vou falar sobre o plágio e quero a
opinião de vocês,eu fico triste com isso"

 Basicamente o plágio é quando uma pessoa assina,apresenta,faz uma copia de uma coisa e não coloca os devidos créditos,se auto nomeia o dono,sem ser.
Para quem não sabe plágio é crime,além de não ser nada legal da parte de quem o comete.
Pense bem,você passa meses escrevendo um texto,faz tudo com muito carinho,ler e reler para não conter nenhum erro,tenta deixa no mínimo perfeito,de bom coração você vai lá e compartilha com outras pessoas,para que elas também possam desfrutar do texto,passa alguns dias e você fica sabendo que sua obra foi plagiada,como você se sentiria.
Eu me sentiria realmente muito triste,talvez perdesse até a vontade de escrever,além de não pedi autorização antes,ainda não coloca os créditos,deixando que todos acreditem que a obra é sua.
Você não vai só está tirando os direitos de uma pessoa,vai está tirando a coisa que ela mais gosta,que é escrever.
Você já foi vítima de plágio?
Eu nunca fui,mas fico triste por quem já foi,vamos todos nós juntar e dizer não ao plágio.
Ai vai uma dica que vi no blog papo delas,é o site quem me ama,aqui você pode saber se sua obra é vítima de plágio.

2 comentários:

  1. Claro que o significado da palavra "plágio" é só um, porém existem vários tipos de plágio: tem aquele onde um aluno copia um trabalho da internet (literalmente) para nota sem objetivo de tornar público, tem aquele em que o formando achando que está "escrevendo" sua monografia acaba copiando trechos salteados de sites e livros, tem aquele onde alguém escreve uma frase ou um texto em um blog ou site ou "outdoor" com a intensão de divulgar aquilo que achou interessante, tem aquele onde alguém realmente utiliza um escrito de outra pessoa e assina seu nome abaixo, tem aquele onde se repassa uma informação do tipo reportagens ou resumos (esse se vê muito na internet)... Então eu acho que existem intenções e intenções. Quando alguém tem o real interesse de "roubar" o escrito de outro assinando o seu nome, este deveria ser punido, porém quem escreve deve ter o cuidado de registrar sua obra (seja ela uma linha ou um pensamento), pois não estando registrado dificilmente poderá ser confirmado (perante a lei) o plágio. Então a dica vai para ambas as partes: só escreve quem tem competência, só se copia o que vale a pena e só se é dono do que se pode provar.

    ResponderExcluir