quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

Conto de um amor infiel


"Conto feito para a 4º edição
visual do bloínquês."

Não foi nada combinado,mas eu estava ali,no lugar que sempre nos encontrávamos quase todos os dias.
O céu como sempre estava lindo,os pássaros cantavam alegrando ainda mas o dia.
Aquela paisagem mas linda do que os outros dias,era muito convidativa para um passeio ao redor dos lugares mas lindos do parque,eu havia decidido que mesmo não estando com o amor da minha vida,me acompanhando nesse passeio,ele seria muito especial,agradável,e nada me atrapalharia.
Fui caminhando e apreciando tudo,o lago com os peixinhos dourados,o jardim com lindas rosas e margaridas,e tudo o que eu mas gostava de ver,pois me lembrava ele.
Já  estava ficando de tardinha,quando resolvi ir a um último lugar,antes de ir para casa,e ficar ao lado do telefone,esperando o meu amor ligar.
Esse lugar era bem no finalzinho do parque,o salto já estava acabando com os meus pés,mas mesmo assim continue a andar,um longo sorriso se abriu quando vi o meu amor sentando ao lado da árvore que demos o nosso primeiro beijo,com um lindo buquê de flores na mão.
Eu achava que a essa hora ele ainda estaria,na importante reunião que ele não podia faltar por nada,será que ele estaria mentindo para mim?
Não isso é impossível_ pensei comigo mesma.
Fui ao encontro dele,com um sorriso,deixando as desconfianças para trás,ele ficou surpreso em me ver,e me deu o buquê de flores.
_Parece que eu estava adivinhando amor,aqui está flores para uma flor._ ele disse me entregando o buquê,enquanto se ajoelhava na grama.
_Obrigado amor,que surpresa você aqui,vim fazer um passeio para relembrar o domingo passado e acabei te encontrando, que bom._ eu disse a ele,ainda me achando uma tola por ter desconfiado dele,ouvi três passos atrás de mim,vi a sombra de uma mulher bem atrás de mim,que perguntou a ele .
_Querido quem é essa,é a sua irmã que você ia me apresentar?
_Bem,é,quer dizer não._ ele não sabia o que responder e gaguejava a toda hora,deixei automaticamente o buquê de flores cair no chão,algumas pétalas se soltaram com o impacto da queda,eu me virei olhando para a mulher e falei.
_Não,eu sou a noiva dele,mas o nosso noivado está acabando aqui e agora,sejam felizes._ eu disse dando um tchau para os dois e saindo sem derramar uma lágrima,ao contrário,eu sair dali sorrindo,como havia prometido no começo do passeio,nada me atrapalhou,nem a infidelidade do meu amor,que agora eu deixei para trás sem nenhuma tristeza,se ele foi capaz de mentir e trair foi porque ele nunca me amou. 

4 comentários:

  1. que triste, mas gostei :D

    DICA: evita colocar palavras no diminutivo
    ex. tardinha, finalzinho

    Boa sorte !

    Jéssica
    * moderadora dos projetos Bloínquês e Blogueando!

    ResponderExcluir
  2. Que bom gostou Jéssica e obrigado pela dica
    bjss

    ResponderExcluir
  3. ótima dica a da Jéssica. Mas o blog tá legal :)
    Sofia

    ResponderExcluir
  4. Ótima dica mesmo,que bom gostou do blog.

    ResponderExcluir