quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

Meu romance para a capricho fic




"Gente fiz um texto para
o concurso capricho fic.
Decidir mostrar aqui para
pedir a opinião de vocês.
Talvez o texto seja um pouco
grande,mas tinha que ter 500
palavras,nem menos nem mais."

Depois que perdeu seus pais em um acidente de carro, Catherine ficou em um centro psiquiátrico por três meses, o fato de ter sido a única sobrevivente fez com que ela ficasse em depressão, levando ela a ter alucinações. Quando se recuperou decidiu sair da cidade agitada, que lhe trazia tantas lembranças e comprar uma casa no campo, onde tivesse poucos vizinhos.
Tudo ia bem, Catherine se dava bem com todos os vizinhos, a casa era perfeita e o ar e a tranquilidade do campo a fazia relaxar. Os dias foram se passando e a tranquilidade também, ventos frios começaram a circular pela pequena casa, mais dias se passaram e ela podia ouvir passos e assovios.
Noites de pura agonia se passavam, sem que ela pudesse fazer algo, ninguém acreditaria nas suas histórias e ela seria obrigada a voltar ao centro psiquiátrico.
Durante o dia ela arrumava a bagunça que seu visitante fazia todas as noites.
“O que você quer? ”_ disse Catherine.
“Eu não quero te fazer mal, por favor, não vá embora” _ ela pode ouvir seu visitante falar chorando. “Quem é você? Por que está chorando?” _ ela perguntou, procurando por alguém a sua volta. Ele não respondeu, a única coisa que Catherine ouvia era o choro do seu visitante, ela podia sentir também que ele a puxava.
Sem rejeição Catherine foi e chegou a uma porta, ela entrou e deu de cara com um lugar nunca visto antes na casa.
“Nossa, que lugar é esse” _ ela disse passando a mão nos móveis.
“Se você puder ouvir minha história, lhe explicarei tudo” _seu visitante respondeu guiando-a até uma poltrona.
“Meu nome é Nicolas, mas conhecido como Nick.
Eu morava aqui com minha esposa, mas ela fugiu com outro, a dor foi tão grande que eu me suicidei, e fiquei aqui esperando pela volta dela, deixei nosso quarto arrumado como de costume, já se passou tanto tempo que não me lembro da face dela.
“Mas no momento que alguém me ouvisse e pudesse abrir a porta desse quarto eu saberia que ela voltou você voltou para mim.” “Como assim eu, me mudei para cá há poucos dias, nunca estive aqui antes” _ Catherine disse aflita. Nick começou a chorar e ela notou que podia velo no espelho, seu rosto era branco, seus olhos azuis e seus cabelos eram castanhos.
Ele era um sonho, bem diferente de como seria um fantasma. Naquele momento Catherine tomou a dor daquele homem para si, e a sua beleza a deixou ainda, mas gelada quando ele sentava-se ao seu lado.
Mas ela não podia deixar as coisas acontecerem, em apenas um mês de convivência, ela já havia se apaixonado por ele.
Todos os dias ela tentava mandá-lo embora, mas não conseguia.
Quando ela percebeu já era, mas do que tarde, ela havia alimentado não só as esperanças de Nick, mas as suas também.
Ela decidiu então naquele dia ficar ao lado do seu amado, e fazê-lo tão feliz como nunca havia sido antes.

Um comentário:

  1. Gostei! A sua história é legal, pena que a Capricho só quer 500 palavras, né? Se vc pudesse desenvolver mais a história, acho que poderia dar um belo romance tétrico, de amor e morte, hehe (liga não, eu gosto de uma boa história trágica, e a história do homem que se suicidou é beeeem trágica). Poderia até ficar um mistério no final: afinal, Catherine se apaixonara por um ser do outro mundo ou por uma das suas alucinações? Hum... Só preste mais atenção no português. Tem alguns errinhos de pontuação e no uso de "mas" e "mais". #fikadik , ok? Eu também sou escritora e adoraria ver o desenvolvimento dessa história! :)

    ResponderExcluir